BRASIL, RIO DE JANEIRO, Mulher



O que é isto?


Enviar esta foto por e-mail
Anterior
"O amor é o meu país"

O mundo gira. E como é bom que gire, nos leve a lugares distantes e desconhecidos, nos apresente novas pessoas, outras perspectivas, bons desafios, marés altas, baixas, calmaria, alguns maremotos. E eis que surge no horizonte o ponto de partida. Um pouco diferente, dá para ver, mesmo que de longe. Experiências nos fazem enxergar com mais apuro... Mudou a paisagem ou o olhar modificou-se? Ambos. O tempo, por si só, é agente de transformação. Olho de perto. Por mais que a pintura tenha lá alguns arranhões, por mais que criaturas diferentes tenham passado por ele e deixado suas marcas, reconheço ali o lugar de onde saí sem espelho retrovisor, certa de que jamais voltaria.
A certeza serve como aval para atitudes, como mola propulsora para a coragem. E só. No quesito viver (viver de verdade, claro) tudo é mutável, inclusive a certeza. Essa que balança ao sabor do vento, cheia de dúvidas... Desembarcar ou seguir viagem? Sendo bem honesta, o longo passeio foi ótimo, a ponto de não deixar espaço para arrependimentos. Até me apaixonei perdidamente por alguns caminhos, mas não amei, de fato, nenhum deles. Ou não amei tanto quanto seria necessário para ter vontade, nesse momento, de continuar desvendando trilhas.
Ao passo que naquele ponto de partida - agora bem próximo - vivi as emoções mais fortes, histórias inesquecíveis, os melhores anos. De risadas sem compromisso, nenhuma cobrança e muito amor. Mesmo após tamanho afastamento, percebo-os vivos, sentimentos pulsantes. Quando resolver viajar de novo, te levo junto, meu porto alegre e seguro. Desembarco leve, sem medo de ser feliz. Cantando Ivan Lins: "Quão mais longe se torna o cais, lindo é voltar..."


16/08/2010 Publicada por Carla Ghermandi


Se encaixa perfeitamente aqui aquele título de filme "viajo porque preciso, volto porque te amo". melhor ainda se puder viajar com quem se ama. Voltar pra quê, então? A propósito, esta foto parece Florenza. Certo?

07/09/2010 18:52 valmir sobretudo.nafoto.net

Tenho sensações idênticas quanto ao tempo e quanto às emoções vividas. Hoje, "brigando" contra o tempo, ando me questiono se escolhi os caminhos "corretos". Mas será que eles exitem? São as opções que fazemos e como sou meio cabeça dura, insisp]to e persisto na maioria :) Talvez por isso, me sinta um pouco perdido. Enquanto isso, o tempo corre e me assusta. Bjos.

25/08/2010 12:28 Ed http://curtashistorias.nafoto.net/

Comente esta foto
Nome *  
E-mail   
Site/Blog   
Comentário  
Caracteres restantes : 1000